Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Projeto leva crianças da sala de aula para os pontos históricos de Vilas de Abrantes

Thiara Reges - Em 03/10/2019

Você conhece o lugar onde mora? Muitas vezes passamos uma vida inteira em uma mesma cidade ou até mesmo em um único bairro, e não conhecemos as histórias que deram origem a lugar. É justamente isso é algo que as professoras da escola municipal Fonte da Caixa, localizada em Vila de Abrantes, estão tentando mudar.
 
Desde abril, as crianças da Educação Infantil ao 5º ano, coordenadas pelas professoras Milena Santos, vice-diretora, com apoio de Airam Silva, coordenadora, participam do projeto ‘Vila de Abrantes, conhecer é valorizar a nossa história’, e através de atividades envolvendo leitura, escrita e oralidade, além de visitas de campo monitoradas, aprendem sobre a história do bairro que tem tamanha relevância, inclusive no contexto da colonização do Brasil.
 
As pesquisas aconteceram na escola, na biblioteca, na Internet, mas as crianças tiveram oportunidade também de ouvir moradores antigos do bairro, e estão transformando esse novo conhecimento em paródias, poemas e poesias, além de uma mostra pedagógica, aberta à comunidade, que está sendo preparada para o dia 18 de outubro, encerrando assim o projeto.
 
“Todo o desfile cívico em Abrantes, que aconteceu dia 22 de setembro, foi pautado no projeto. Conseguimos envolver os 325 alunos do matutino e vespertino, e é muito gratificante perceber o interesse das crianças nessa nova descoberta”, destaca Milena Santos.
 
Nas visitas de campo, as crianças conheceram a Cordoaria, comunidade quilombola; Parque das Dunas, estudando a fauna e flora; Fonte do Buraquinho, lugar que tinha água mineral e abastecia toda a comunidade; e a Igreja do Divino Espírito Santo, uma das igrejas mais antigas do Brasil, retratada na edição 247 (agosto/19) da revista Vilas Magazine.
 
“Não tenho muito tempo aqui, moro apenas há quatro anos, e conheci a praça da matriz, uma das 10 mais antigas do Brasil; gostei muito também da fonte do Buraquinho, que era onde as lavadeiras lavavam as roupas, todo mundo trabalhava e hoje está destruído, nós queremos ajudar; e fizemos poemas, músicas, cada um fez alguma coisa”, conta João Pedro Ferreira da Silva, 11 anos.
 
Para a diretora, Laudicea Rangel Calafange, o projeto conseguiu cumprir o objetivo de resgatar a história da localidade, promovendo também o senso de responsabilidade e de cidadania. “A escola Fonte da Caixa é cercada pelas dunas, mas as crianças não tinham ideia do que tem lá, e hoje, depois de todas as visitas, percebemos neles uma vontade de buscar ainda mais conhecimentos e proteção para aquela reserva natural. Para você valorizar o lugar onde mora é preciso conhecer”, ressalta.
Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web