Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

A prática da "empurroterapia"

Redação Vilas Magazine - Em 01/06/2021

A edição do domingo 16 de abril do Fantástico, veiculou a matéria ``Empurroterapia&39;&39;, denunciando que balconistas de farmácias recebem propinas para empurrar medicamentos aos fregueses. A denúncia despiu às claras a prática usada por 10 em cada 10 farmácias espalhadas pelo Brasil. Uma armadilha engatilhada para pegar pessoas menos atentas.

“Você vai à farmácia e não quer comprar nenhuma vitamina, mas o balconista tenta te convencer. Ou você está na farmácia porque o médico receitou um remédio de marca, o chamado &39;medicamento de referência&39;. Você não quer levar o genérico, mas o vendedor insiste no genérico. Qual pode ser o motivo?”, denuncia a reportagem.

E vai além: “O balconista empurra determinados remédios, determinadas vitaminas, insiste para o cliente comprar produtos mesmo não sendo necessários naquele momento, ou não tendo prescrição médica. O objetivo: ganhar dinheiro, já que o funcionário da farmácia que pratica a &39;empurroterapia&39; se beneficia de uma comissão em cima das vendas, um valor fixo, ou uma porcentagem sobre o valor de um produto vendido”. E quem paga?
Segundo a apuração do programa, laboratórios farmacêuticos.

POSTOS DE COMBUSTÍVEIS TAMBÉM FAZEM
E a prática não se limita apenas às farmácias. Postos de combustíveis também promovem a ação, transformando frentistas, encarregados de apenas abastecerem de combustíveis os carros dos clientes, a “técnicos automotivos”, sugerindo troca de baterias, compra de aditivos, condenar níveis de óleo do cárter, e tantos outros &39;diagnósticos&39;. As vítimas preferencialmente são mulheres.

Na edição de abril deste ano, na seção Auto & Cia, a revista Vilas Magazine denunciou as armadilhas dos falsos mecânicos e postos malandros.

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web