Vilas Magazine
Lauro de Freitas
+26°C

Máx +29°

Mín +25°

Dom, 02.02.2014

Relatório da ONU aponta que Lauro de Freitas é a 4ª cidade da Bahia com melhores índices de desenvolvimento sustentável

Thiara Reges - Em 01/11/2021

Lauro de Freitas é a quarta cidade da Bahia com melhor classificação no Programa Cidades Sustentáveis, iniciativa da Organização das Nações Unidas para monitoramento dos índices de desenvolvimento sustentável. Com pontuação 55,23, a cidade ocupa a 355ª posição no ranking geral, duas à frente da capital Salvador.

A posição no ranking é alcançada após a pontuação final em cada um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No Brasil, a cidade com melhor classificação é Morungaba, em São Paulo, com pontuação 73,40. Na Bahia, a cidade com melhor classificação é Madre de Deus, que ocupa a 114ª posição na classificação geral, com pontuação de 61,60.

Dos 17 ODS, Lauro de Freitas aparece com bons resultados em 3; desafios a serem resolvidos em 2; desafios significativos em 3; e grandes desafios para a administração pública na grande maioria, 9 objetivos.

Mas tal classificação ainda não significa motivos para comemorar. Os três ODS de destaque positivos: energia limpa e acessível (98,72), ação contra a mudança global do clima (99,1) e vida na água (100), por exemplo, apresentam coleta de dados ultrapassados. O ODS 7 (energia limpa e acessível), que mede o percentual de domicílios com acesso à energia elétrica sobre o total de domicílios do município, foi medido em 2010, com base no Censo realizado pelo IBGE.

Já o ODS 14 (vida na água), que trata da conservação dos recursos hídricos e mede o percentual do esgoto tratado antes de chegar ao mar, rios e córregos sobre o total de esgoto que chega ao mar, foi medido em 2013, com base no Atlas Esgoto - SNIRH/ANA.

Ao consultar o site da Agência Nacional das Águas - ANA, os dados mais atuais sobre Lauro de Freitas continuam estes, de oito anos atrás. Cabe frisar que este é o ODS onde Lauro de Freitas está melhor pontuado, com nota máxima.

Os dados mais recentes de todo o relatório foram coletados entre 2018 e 2019.

Grandes desafios
Nos objetivos com grandes desafios a serem solucionados estão indicadores importantes, como a erradicação da fome, educação de qualidade, trabalho digno e igualdade de gênero.

A pior nota de Lauro de Freitas foi para o ODS 15 (proteger a vida terrestre), que mede a proporção do território ocupado por unidades de conservação de proteção integral e uso sustentável, sejam essas municipais, estaduais ou federais. Os dados são do Ministério do Meio Ambiente, de 2018, e a pontuação da cidade foi de apenas 0,02. O indicador desejado é 70.

Outro objetivo com índices preocupantes é o ODS 16 (paz, justiça e instituições eficazes). Aqui são avaliadas questões como homicídio juvenil (número de mortes por homicídio, na faixa etária de 15 a 29 anos, por 100 mil habitantes); mortes por agressão (número de óbitos por agressão por 100 mil habitantes); mortes por arma de fogo (número de óbitos por armas de fogo por 100 mil habitantes). As notas de Lauro de Freitas foram, respectivamente, 178.42, 64.07 e 1.02, sendo que para todos estes o indicador desejado é 0. As informações foram coletadas em 2018 pelo DataSUS.

Aparecem também na lista dos grandes desafios, alguns indicadores que infelizmente já estão enraizados no cotidiano do brasileiro, a exemplo de quantidade de Unidades Básicas de Saúde insuficiente (cálculo por mil habitantes), jovens que concluem o ensino médio até os 19 anos (evasão escolar), presença das mulheres na Câmara Municipal e feminicídio, população atendida com esgotamento sanitário, coleta seletiva e coeficiente de Gini, que aponta a diferença entre os rendimentos dos mais pobres e dos mais ricos.

Confira o relatório completo.

Publicidade
Vilas Magazine© 2013. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Webd2 - Desenvolvimento Web